Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LM, not tobacco

Pasta-expert *** Master na arrumação da caixa de sushi *** Doutoramento na cozinha do desenrrascanço *** Veggie Friendly *** Viciada em comer-fora e arruinar carteiras

11
Jan21

Bigchurras Delivery - novos hambúrgueres em Queluz

LM

Como já devem ter reparado, ando um pouco ausente por estes lados. Infelizmente, não ando com muita vontade nem inspiração para escrever. Mas nunca posso dizer que tenha sido por falta de novidades gastronómicas :D porque essas, não falham! Nem que seja pela busca intensa de novidades pela Uber Eats na minha zona.

Hoje tenho vontade de escrever, isto porque fui arrastada para vir ver "a bola" e não me apetece ver o jogo. Então cá vai, vamos lá meter algumas novidades em dia!

 

Há uns tempos atrás, nas minhas pesquisas ubereatianas, tinha reparado num novo restaurante, o Bigchurras Delivery que a única especialidade que serve são hambúrgueres... Quando vejo algo novo que não conheço, sigo logo para a trilogia de pesquisa: Zomato, Google e campo. Primeiro, nada no Zomato, nem um review. Google, nada. Pesquisa de campo: quando lá chegamos repararmos num cantinho pequenino, recentemente aberto ao lado do mercado de Queluz, só com uma mesa ao lado do balcão e duas cá fora de esplanada (que nesta altura, não convidam muito). Realmente, é um espaço físico pensado para take-away ou entrega em casa. Felizmente a mesa lá dentro estava vazia e nós decidimos experimentar ali no local. O menu é muito simples, mas o que já me tinha chamado a atenção nele é que nota-se que são combinações de ingredientes bem pensadas. E notam-se os pormenores como: "blend de carne de bovino", cebola caramelizada, hamburger de picanha... Isto é malta que sabe, não são hamburgueres congelados do Lidl (sim, já me aconteceu isto noutro espaço que felizmente já fechou).

Fomos super bem recebidos por um amável casal que é dono deste novo projeto, escolhemos os nossos hamburgueres da carta e já estava eu, desde que entrei, a desejar a coxinha de frango que estava na bancada. 

Pergunto: "Aquela coxinha tem Catupiry?"

Claro que tem! 

E digo-vos que saltou para o top das melhores coxinhas que comi. Adoro Catupiry e não é fácil de encontrar tão boas! E claro, é a dona do espaço que as faz além de esfihas, quibis e outros salgadinhos com óptimo aspecto.

Entretanto, depois de tanto elogio às coxinhas, a senhora explicou-nos a história daquele projeto. Este casal, já tinha um espaço dedicado exclusivamente a hambúrgueres na sua cidade natal brasileira. Quando vieram para Portugal, acabaram por ficar a trabalhar em restauração, acabaram por continuar a cozinhar as suas especialidades e perceberam que continuavam a ter sucesso por cá para arriscarem abrir o seu próprio negócio.

E nasceu o Bigchurras! (Fez então sentido na minha cabeça o porquê de me aparecer um Bigchurras no Brasil antes de encontrar o português, era mesmo deles!)

Quando os hamburgueres chegaram às mesa, não deu vontade de comer logo de tão bonitos que eram. Mas isso vocês conseguem ver aqui:

 

IMG_20201213_182201.jpg

IMG_20201213_182246.jpg

 

A carne do meu hamburguer era de bovino e não se sentia uma ponta de gordura, estava no ponto e super saborosa. Agora, tudo o resto era pornográfico. Eu sou daquelas pessoas que só escolhe hambúrgueres quando têm cheddar, agora imaginem este que estava carregadinho... Divinal! Tinha molho barbecue e maionese, todos os molhos caseiros e muito bons. Só achei, a título pessoal, que tinha demasiado para mim, mas isso é algo que da próxima tenho de pedir para não colocar tanto molho para sentir melhor o sabor dos restantes ingredientes.

As batatas, apesar de congeladas eram de muito boa qualidade e o molho caseiro de maionese que as acompanham era mesmo delicioso, até rapámos a caixinha! 

Ainda tivemos oportunidade de falar com o dono, que claramente adora fazer isto! É ele que escolhe a carne, que as mistura, explicou nos a proporção que usa para dar sabor, os ingredientes que usa são escolhidos a dedo porque claramente têm muita experiência e sabem fazer isto a sério. Ficámos deliciados com a história e amor deles a este projeto.

Ficámos com pena do espaço não ter mesas, porque só com uma mesa, só dá mesmo para 4 pessoas lá dentro. E no verão vá, mais umas 4 pessoas cá fora. Com a qualidade que têm e um bom espaço, podiam estar sempre cheios. 

Mas vamos com certeza dar a volta à carta muitas mais vezes, seja pela Uber eats ou a ir lá buscar ao local (até é fácil encostar o carro para ir lá num instantinho).

 

 

Bigchurras Delivery Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

13
Nov20

Crush Doughnuts - os melhores doughnuts de Lisboa

LM

Já partilhei algumas dezenas de vezes os doughnuts do Crush no meu instagram, mas nunca me tinha apercebido que ainda não tinha escrito um review... Até hoje! Porque ainda sou do tempo, como dizem as avózinhas, que ia ao groundburger comprar estas delícias do céu. Agora que têm o seu próprio espaço, já podemos também colocar uma opinião no sítio certo. 

 

Lembro-me bem da primeira vez que fui buscar um doughnut deles, pedi para take-away e fui deliciar-me com o meu "vanilla glazed" (3,95€) para o jardim da Gulbenkian. Mais tarde voltei a repetir a dose com o meu esposo, no mesmo sítio mas com um Tiramisú (5,95€) para ele (que pude provar e ficar maravilhada).

 

IMG_20190331_145703.jpg

IMG_20190331_145545.jpg

IMG_20190331_145605.jpg

 

 

Sempre fui apaixonada por doughnuts, talvez por ter comido tantos em New York e ter ficado com este bichinho. Os meus preferidos sempre foram os mais simples, para poder sentir o sabor da massa na sua essência. Aqui, é que eu acho que a Crush Doughnuts faz a diferença: os sabores não estão a disfarçar uma massa corriqueira. A massa é deliciosa e os toppings, escolhidos a dedo, só lhe conferem um sabor ainda melhor!

O tiramisú, tendo em conta que sou muito fã desta sobremesa no modo tradicional, é provavelmente o meu favorito (da categoria elaborada, porque o Glazed há de ser sempre o meu número 1) e logo a seguir vem o Red Velvet. A única vez que fiquei desapontada foi com uma edição especial de dia dos namorados, em que o bichinho em forma de coração não tinha piadinha nenhuma, com uma camada rija de açúcar vermelho por cima. Mas... perdoei, porque todos os outros e residentes habituais, são divinais.

 

IMG_20190331_143316.jpg

 

 

Posso dizer que até hoje não encontrei doughnuts que se comparem! O meu esposo, ao início, indignava-se muito com o preço de cada um (entre os 4€ e os 6€, dependendo da escolha) mas depois foi percebendo, à medida que os provava, que a qualidade e o tamanho, aqui, fazem toda a diferença!

 

A parte da nova loja, vá, não posso dizer que tenha adorado. A esplanada resguardada pelas arcadas do prédio é um factor a favor, a decoração simples e bonita... Mas... O café, que supostamente é todo XPTO de grãos não-sei-do-quê e uma especialidade da casa, mal o consegui beber. Era péssimo e caríssimo. Já tive dias em que encontrei um atendimento maravilhoso e super simpático, outros dias até me ri com a falta de educação de quem me atendeu (perguntei qual era o sabor de um dos doughnuts expostos e o senhor disse-me com algum desdém que estava lá escrito, enquanto nos tentava despachar à força... o nome não corresponde sempre ao sabor, né?) Bem, como dizer isto... É díficil admitir, mas... a abertura da loja devia ser uma coisa boa, e neste caso não foi. Eu continuo a achar que são os melhores doughnuts de Lisboa e quem sabe de Portugal, mas há ali muita coisa no novo espaço a ser trabalhada. 

 

IMG_20200820_182401.jpg

 

De qualquer forma, vou continuar a ser uma cliente habitual, porque adoro aqueles doughnuts! E valem todo o cêntimo investido neles!

 

 

 

Crush Doughnuts Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

09
Nov20

Mex Factory

LM

Bem malta, quem anda atento aos meus Insta Stories, sabe muito bem que falo a verdade quando assumo que consumimos demasiada comida mexicana, para duas pessoas normais.

Mas, como de normais temos pouco, claro que ficámos como duas crianças histéricas no dia de Natal quando fomos experimentar o Mex Factory pela primeira vez.

 

Como nota introdutória, posso dizer que sempre adorei ir ao LX Factory para "programinhas" de sair à noite. Já tenho muitas saudades de ir a um jantar com amigos, depois beber um copo num dos bares e quem sabe - já bastante fora de mim - entrar no Bosq (leia-se: BEM fora de mim e da lei de Deus, que eu já não tenho idade para essas coisas). Voltar ali, àquele espaço enorme onde fui tão feliz e onde podemos ter uma noite completa sem sair do mesmo sítio... o LX tem um ambiente incrível e difícil de descrever: onde o antigo conhece o novo, onde as paredes são obras de arte e as pessoas que lá passam, de todo o mundo.

Desta vez, fomos só para jantar, sem copos, sem noitadas... mas soube bem voltar. O Mex Factory está totalmente integrado neste conceito do LX Factory, meio fora da caixa, mas com muito estilo.

 

IMG_20201105_214558_2.jpg

 

 

Quando entrámos no restaurante, a primeira coisa que saltou à vista foi o ringue de boxe. Tivemos aquele "wtf?" inicial, que passou bem rápido mal nos começámos a lembrar "ahhh yaaaaaaa lucha libre mexicana!". As paredes estão forradas com as máscaras clássicas destes lutadores tradicionais do México e toda a decoração fez sentido (na minha cabeça lenta)! 

Decidimos reservar para uma quinta-feira porque gostamos de aproveitar as noites mais calmas dos restaurantes e, por incrível que pareça (para esta altura de pandemia e confinamento), estava bastante composto e super animado. Mas calma, digo isto como sendo um ambiente agradável e que nos trouxe segurança! O espaço é enorme, todas as mesas têm uma grande distância umas das outras e o local está sempre bem ventilado, não fossem a maioria dos espaços no LX Factory aqueles antigos armazéns gigantes, com as portas sempre escancaradas.

 

IMG_20201105_200214.jpg

 

 

Já na mesa, trouxeram-nos o QR code num cartão para podermos começar o primeiro round: escolher o que provar. Esta é a fase mais difícil, onde vamos avaliar os nossos concorrentes só pelo nome e decidir restringir a escolha a alguns pratos, quando queremos mesmo provar todos (suas bestas, eu sei). Mas decidimos seguir a opinião de quem melhor sabe (do staff) para nos ajudar nesta escolha, para entradas: Tostada de Salmon e Quesadilla (para além do Pico de Gallo e Guacamole com Totopos que já estávamos a provar como... vá, pré-entrada!). 

 

Vale meeeeeeesmo a pena pedir o Guacamole! É tão fresco, tão bem feito... Vale, vale!

 

20201109_200226-COLLAGE.jpg

 

 

Esta tostada consiste numa tortilha crocante com um ceviche de salmão delicioso por cima. Para quem gosta de ceviches como eu: "até lambe as patinhas"! A mistura de romã, milho, lima e "sabe Deus mais o quê" com o salmão embebido em lima... Nossa! Estava muito bem equilibrado de sabor.

 

IMG_20201105_203134.jpg

 

 

As quesadillas, meus amigos, ganharam este combate mano-a-mano com o ceviche. Acharam que tinha adorado o anterior? Então "agora pensem"... Foi, sem dúvida alguma, das melhores quesadillas que comi na minha "vidinha cheia de comida mexicana no bucho"!

Vou-vos explicar porquê: a quesadilla estava recheada de cheddar (primeiro check - LM loves Cheddar), tinha carnitas al Pastor lá pelo meio (segundo check - bem recheada) e por último um estranho check... tinha duas coisas que eu habitualmente detesto: molho BBQ e ananás. Mas a combinação foi absolutamente perfeita! Ao ponto de eu amar algo que normalmente detesto. Incrível! 

 

IMG_20201105_203059.jpg

 

 

Passando para o próximo e último combate da noite na categoria de pesos pesados: Tacos contra Tacos. Estes são servidos em três unidades, mais uma vez por sugestão, fomos para os de Camarón e Bistek.

Os primeiros que atacámos foram os de camarão, não se assustem com o sinal de duas caveiras na intensidade do picante, porque tolera-se muito bem (para quem como eu, até gosta de picante muito moderado). As doses são muito generosas e os camarões bem gordinhos, o sabor da maionese de chili, com pepino, salsa, cebola e pimentos estava incrível. 

 

20201109_195401-COLLAGE.jpg

 

 

Os Tacos de Bistek são compostos por pedaços de carne de novilho marinada, deitados numa camada de puré de feijão e um pimento padron frito "a cavalo". Além de estes pedaços estarem confecionados no ponto perfeito, estavam tenros e deliciosos. Os Tacos vêm sempre acompanhados de dois molhos: um de tomate e outro de picante, que aqui, só melhoravam a experiência de sabor.

 

IMG_20201105_211823.jpg

 

 

Declarei empate nesta luta de tacos e decidi terminar os combates por falta de comparência do juri (não conseguia mesmo provar mais nada de tão satisfeita que estava). Para terminar em grande, pedimos a mousse de Aguacate. Abacate com cobertura de chocolate e crumble de amendoim, já tinha comido mousse feita à base de abacate mas misturada com o chocolate, assim em camadas foi a primeira vez. Estava bastante equilibrada, sem ser demasiado doce e o crumble confere aquele crocante perfeito. 

 

IMG_20201105_215123.jpg

 

 

A bebida que me acompanhou a noite toda, sim, porque foram umas boas duas horas de combate intenso, foi um Mojito de Maracujá que estava divinal! Passei um verão inteiro a fazer mojitos, mas nada que se compare a um destes, feito por quem sabe.

 

IMG_20201105_202105.jpg

 

 

Bem malta, o que posso dizer como conclusão desta experiência?

A qualidade dos ingredientes e a dedicação na confecção dos pratos é notória no Mex Factory. É um restaurante mexicano caro? Não, mas também não é o mais barato (preço médio na Zomato para duas pessoas: 30€). Aqui, conseguimos entrar num espaço super agradável, com um ambiente incrível e experimentar pratos "a sério", pensados e cozinhados na perfeição. Todos os pratos que experimentámos, conseguimos identificar pequenos pormenores que faziam toda a diferença no equilíbrio dos sabores, que os faziam saltar da escala do bom, para o muito bom. 

Acho que a comparação que posso fazer, parva claro, é quando tomamos a decisão de ir ao sushi. Podemos optar pelo bom, que não é caro, mas pagamos um pouco mais para comer como deve de ser. Ou optamos pelo sushi-chinês, barato que dói, tira a barriga da miséria, mas peca pela qualidade mediana (para não dizer fraca). Em Lisboa, temos várias opções de Mexicano mediano-baratíssimo onde saímos felizes e tiramos a barriga da miséria mas... comer Mexicano a sério, é num sítio como o Mex Factory.

 

Vou voltar? Ora pois vou com certeza! Para já, porque fiquei a saber que todos os fins de semana o restaurante abre o piso superior (que nesta noite não estava aberto). Para os dias mais solarengos, abrem a esplanada exterior, onde costumam ter presença de umDJ para animar os serões.

Imaginei-me logo ao sol... com aquele mojito maravilhoso na mão e a enfardar um burrito <3 

 

 

 

Mex Factory Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

28
Set20

Restaurante Manta Rota

LM

Este verão foi um pouco atípico... (quem diria hã?)

Ou tivemos todos de remarcar, desmarcar, adiar, antecipar, seja lá o que tenhamos feito, as férias foram completamente diferentes! Nós, com muita sorte, fomos atrás de uma promoção sugerida pela minha agência de viagens maravilhosa (passo a publicidade - não paga ok? que eu não tenho esse nível  - à L&A Agência de Viagens e Turismo na Ericeira) que nos sugeriu uns diazitos bem passados no Praia da Lota Resort, um hotel antigo mas super bem conservado, mesmo ali em Manta Rota em cima da praia da Lota (literalmente!).

 

Não há nada como estar de férias, sair da praia e ir comer um peixinho grelhado. Mas o que fica mais díficil no Algarve, é conseguir seguir este plano de comer bem sem nos assaltarem a carteira. Esta tarefa, normalmente, só é possível se conhecermos os "recantos à casa" ou se alguém (local) nos ajudar com indicações.

Felizmente, e para nossa sorte, temos um casal amigo (quase local) que nos indicou vários espaços onde comer na vila e um deles foi este: o Restaurante Manta Rota. Comentário sobre ele: bom e barato! Bora lá! 

 

Ora, o restaurante é mesmo no centro de Manta Rota, na zona com mais comércio e a uns metros da praia. É um espaço antigo, decoração simples/nula e típica da terra. Sem grandes rocócós: mesas, cadeiras, um terraço fechado e um espaço interior bem amplo. Não estejam à espera de um espaço fancy, vê-se que foi remodelado para se manter em condições e focaram-se nos grelhados.

Aqui, são mesmo eles que reinam: os grelhados.

 

O dono do espaço veio à nossa mesa nos cumprimentar e falar do menu, como estávamos acompanhados com estes amigos que lá passam férias há quase 40 anos, recebeu-nos como se também nos conhecesse há esse tempo. Para mim, uma dourada escalada na grelha (12€) é tudo o que preciso para ser feliz. O meu esposo pediu o salmão (12€) e os amigos um dos pratos do dia: bacalhau à brás. 

 

IMG_20200924_195752.jpg

IMG_20200924_195747.jpg

 

Só posso dizer que o peixe estava delicioso, muito bem servido e doses generosas. Pedi aquele molhinho de manteiga maroto para banhar o meu peixe e fui ao céu.

 

O vinho da casa branco, fresquinho, acompanhou a refeição a rigor e por favor... Nunca desdenhem o vinho da casa!

IMG_20200924_194231.jpg

 

Para sobremesa, segui a recomendação dos amigos: torta de laranja. Era mesmo caseira, parecia saída da cozinha da avó e estava deliciosa.

torta de laranja

(nota: aquele bocadinho castanho era a torta de amêndoa, para quem é apreciador, diz que é bom... no meu caso, não apreciadora, não provei!)

 

Este é um daqueles restaurantes que com certeza que vamos voltar quando tivermos novamente umas férias em Manta Rota. O nome fica mesmo difícil de esquecer. Não é que faça um desvio para lá voltar, mas se estiver na zona, ora podem ter a certeza que compensa!

Bom e barato. Comida simples e bem feita! O que queremos mais?

 

Restaurante Manta Rota Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

18
Jun20

KOI Sushi Saldanha

LM

Sabem que esta coisa de desconfinamento tem muito que se lhe diga... Conseguir voltar a confiar que podemos sair de casa, felizes e contentes, para desfrutar de algo que sabemos fazer tão bem: comer fora. 

"Comer fora" é a arte de arranjar desculpas: "não me apetece cozinhar", "o chef cozinha muito melhor do que tu", "a máquina de lavar louça está avariada", "não tenho tempo para a cozinha hoje"... No caso do sushi, arranjo sempre desculpa! É que dá mesmoooooo um trabalhão fazer em casa e os chefs dão nos 20-0 na qualidade/rapidez/preço.

A parte de desconfinar e ir a um restaurante a sério... Sentar, comer lá, estar mais do que uma hora fora de casa... Essa é a parte que me parece mais difícil. Mas há que encontrar sítios que nos tragam segurança e nos deixem à vontade para o fazer. O Koi é um destes sítios.

 

Já lá tinha passado umas quantas vezes, mesmo no centro da cidade, no Saldanha, perto de tudo e todos. A Rua Filipe Folque é ali meio escondida, mesmo ao lado das esplanadas do Valbom, sempre foi uma das minhas zonas favoritas de Lisboa. 

O espaço é acolhedor, uma decoração engraçada de chapéus de papel no tecto que fazem lembrar aqueles que se metem nos cocktails, mas em ponto grande. As mesas têm bastante espaço entre si e sentimo-nos à vontade, em segurança.

20200618_180654-COLLAGE.jpg

 

Estava tudo de acordo com as novas (e chatas) normas, o pormenor de colocarem um toalhete desinfetante em cada lugar é um miminho que demonstra a atenção que têm com os clientes, gostei.

 

O KOI funciona com menus all you can eat ao almoço (13,90€) e ao jantar (18,90€) mas também tem a opção à carta. Se seguirem o Instagram deles (@koisushisaldanha), estão constantemente a publicar campanhas e promoções loucas com preços muito apetecíveis! 

Nós fomos em modo all you can eat (vocês já sabem que este corpitxo alimenta-se bem) e no pedido, quando me perguntam se tenho preferência pelo tipo de sushi, já tenho o hábito de pedir o mais tradicional possível (tento mesmo não me esquecer de o fazer, porque não costuma correr bem só fusão).  Desta vez, e de forma a não estragar a criatividade dos sushimans, pedimos um mix tradicional-fusão para poder disfrutar da especialidade da casa.

 

As entradas são as clássicas peças hot rolls, que infelizmente não acho piada, mas ao provar uma descobri que estas até não me desagradam de todo. Em vez de um polme simples tinham qualquer coisa crocante (penso que amêndoas ou qualquer coisa do estilo) e não estavam empapadas em óleo.

Continuo a preferir sashimi.

IMG_20200604_201431.jpg

 

Mas a seguir sim, veio a "coisa séria": pratos muito bem decorados de sushi, uns mais tradicionais e outros de fusão.

A apresentação estava irrepreensível! Sashimi bem fatiado, de várias qualidades de peixe e em doses consideráveis, muita variedade de peças e até diria que tinha fusões muito interessantes que nunca havia provado. 10 pontos para Gryffindor pela criatividade, e pelo sashimi!

As peças de sushi tradicional estavam no tamanho certo, com boa proporção peixe-arroz e alga decente. Quanto as peças de fusão, provei algumas (não todas) e gostei muito das variações com arroz preto, roxo, rosa... Eram engraçadas e acabavam por ser mais parecidas ao estilo tradicional. Provei também uma com manga por cima e já achei demasiada fusão para mim. Vou me manter no tradicional, mas para quem gosta de fusão a sério, acho que tem potencial!

Continuo a preferir sashimi.

20200618_180906-COLLAGE.jpg

 

O peixe estava todo bastante fresco, não sendo o da maior qualidade que já comi, para o preço apresentado, é provavelmente dos mais justos e que fazem valer a pena voltar. Já fui a sítios bem mais caros e com qualidade semelhante.

 

Como sobremesa, apesar de já não ter estômago para muito mais, provei um pouquinho de uma invenção da casa: um crepe de gelado de chocolate que se assemelha a um rolo de sushi, com fruta por dentro e umas sementes no topo. É uma mistura engraçada, acaba por complementar aquele docinho no final.

IMG_20200604_214207.jpg

 

Mas... Até como sobremesa, contínuo a preferir sashimi! E para minha alegria, o sashimi estava mesmo óptimo!

 

Outro aspecto a referir foi a simpatia do staff, impecável. Super atenciosos, prestáveis e com atenção ao detalhe. O que nesta altura é de bradar aos céus, porque trabalhar sempre com a máscara e a exigência de manter tudo dentro das normas, é bem mais duro e mesmo assim, conseguem ser simpáticos com "um sorriso no rosto" (apesar de escondido, ainda vai dando para perceber).

 

Gostei bastante da visita, espero voltar em breve!

 

 

 

Koi Sushi Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

Mais sobre mim

Zomato Blogger

View my food journey on Zomato!

Zomato

Vê a minha história gastronómica na Zomato!

Sigam no Instagram @lmnottobacco

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.