Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LM, fast foodie

Pasta-expert *** Master na arrumação da caixa de sushi *** Doutoramento na cozinha do desenrrascanço *** Veggie Friendly *** Viciada em comer-fora e arruinar carteiras

11
Jan21

Bigchurras Delivery - novos hambúrgueres em Queluz

LM

Como já devem ter reparado, ando um pouco ausente por estes lados. Infelizmente, não ando com muita vontade nem inspiração para escrever. Mas nunca posso dizer que tenha sido por falta de novidades gastronómicas :D porque essas, não falham! Nem que seja pela busca intensa de novidades pela Uber Eats na minha zona.

Hoje tenho vontade de escrever, isto porque fui arrastada para vir ver "a bola" e não me apetece ver o jogo. Então cá vai, vamos lá meter algumas novidades em dia!

 

Há uns tempos atrás, nas minhas pesquisas ubereatianas, tinha reparado num novo restaurante, o Bigchurras Delivery que a única especialidade que serve são hambúrgueres... Quando vejo algo novo que não conheço, sigo logo para a trilogia de pesquisa: Zomato, Google e campo. Primeiro, nada no Zomato, nem um review. Google, nada. Pesquisa de campo: quando lá chegamos repararmos num cantinho pequenino, recentemente aberto ao lado do mercado de Queluz, só com uma mesa ao lado do balcão e duas cá fora de esplanada (que nesta altura, não convidam muito). Realmente, é um espaço físico pensado para take-away ou entrega em casa. Felizmente a mesa lá dentro estava vazia e nós decidimos experimentar ali no local. O menu é muito simples, mas o que já me tinha chamado a atenção nele é que nota-se que são combinações de ingredientes bem pensadas. E notam-se os pormenores como: "blend de carne de bovino", cebola caramelizada, hamburger de picanha... Isto é malta que sabe, não são hamburgueres congelados do Lidl (sim, já me aconteceu isto noutro espaço que felizmente já fechou).

Fomos super bem recebidos por um amável casal que é dono deste novo projeto, escolhemos os nossos hamburgueres da carta e já estava eu, desde que entrei, a desejar a coxinha de frango que estava na bancada. 

Pergunto: "Aquela coxinha tem Catupiry?"

Claro que tem! 

E digo-vos que saltou para o top das melhores coxinhas que comi. Adoro Catupiry e não é fácil de encontrar tão boas! E claro, é a dona do espaço que as faz além de esfihas, quibis e outros salgadinhos com óptimo aspecto.

Entretanto, depois de tanto elogio às coxinhas, a senhora explicou-nos a história daquele projeto. Este casal, já tinha um espaço dedicado exclusivamente a hambúrgueres na sua cidade natal brasileira. Quando vieram para Portugal, acabaram por ficar a trabalhar em restauração, acabaram por continuar a cozinhar as suas especialidades e perceberam que continuavam a ter sucesso por cá para arriscarem abrir o seu próprio negócio.

E nasceu o Bigchurras! (Fez então sentido na minha cabeça o porquê de me aparecer um Bigchurras no Brasil antes de encontrar o português, era mesmo deles!)

Quando os hamburgueres chegaram às mesa, não deu vontade de comer logo de tão bonitos que eram. Mas isso vocês conseguem ver aqui:

 

IMG_20201213_182201.jpg

IMG_20201213_182246.jpg

 

A carne do meu hamburguer era de bovino e não se sentia uma ponta de gordura, estava no ponto e super saborosa. Agora, tudo o resto era pornográfico. Eu sou daquelas pessoas que só escolhe hambúrgueres quando têm cheddar, agora imaginem este que estava carregadinho... Divinal! Tinha molho barbecue e maionese, todos os molhos caseiros e muito bons. Só achei, a título pessoal, que tinha demasiado para mim, mas isso é algo que da próxima tenho de pedir para não colocar tanto molho para sentir melhor o sabor dos restantes ingredientes.

As batatas, apesar de congeladas eram de muito boa qualidade e o molho caseiro de maionese que as acompanham era mesmo delicioso, até rapámos a caixinha! 

Ainda tivemos oportunidade de falar com o dono, que claramente adora fazer isto! É ele que escolhe a carne, que as mistura, explicou nos a proporção que usa para dar sabor, os ingredientes que usa são escolhidos a dedo porque claramente têm muita experiência e sabem fazer isto a sério. Ficámos deliciados com a história e amor deles a este projeto.

Ficámos com pena do espaço não ter mesas, porque só com uma mesa, só dá mesmo para 4 pessoas lá dentro. E no verão vá, mais umas 4 pessoas cá fora. Com a qualidade que têm e um bom espaço, podiam estar sempre cheios. 

Mas vamos com certeza dar a volta à carta muitas mais vezes, seja pela Uber eats ou a ir lá buscar ao local (até é fácil encostar o carro para ir lá num instantinho).

 

 

Bigchurras Delivery Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

05
Jul20

L'Origine by Chakall

LM

Nestes tempos de guerra (de pós pandemia, vá), todos os restaurantes que tenham esplanada são vitórias. Se for uma esplanada catita e ao pé do rio, ainda melhor. 

Quando me falaram em ir a um live-act do DJ Chakall achei que esta era a oportunidade perfeita para conhecer o seu restaurante italiano, o L'Origine. Que tem uma esplanada bem gira, espaçosa e cheia de "verdes". 

Quando lá chegamos, a primeira coisa que me saltou à vista é que realmente parece que estamos no meio de um parque florestal, mas neste caso em pleno Parque das Nações. Mesas de madeira ao estilo pic-nic e, quando sentados nelas, só vemos verde à volta. E isto para mim, começa logo bem.

IMG_20200630_193226.jpg

20200705_233214-COLLAGE.jpg

 

O Chef Chakall está na sua mesa de DJ, mas sai desse espaço com muita frequência para receber todos os clientes que se aproximam, sempre bem disposto a dançar e a cantar, sentimo-nos realmente muito bem recebidos por ali. Estamos em casa, num ambiente descontraído e divertido. E não são todos os chefs que têm esta atenção com os clientes, esta descontração, que mete mãos à obra quando necessário e tem este cuidado em não deixar ninguém à espera. Impressionou-me bastante.

 

Falemos de comida, experimentámos uma variedade imensa de entradas, mas antes de tudo foi colocada a pergunta-chave para o meu coração: "Que cocktail vai querer? Bellini? Aperol Spritz?  Limoncello Tónico? " Isto prometia! Um atendimento super cuidado.

20200705_233059-COLLAGE.jpg

 

Todos, mas todos os produtos que tocaram a nossa mesa tinham uma qualidade inexplicável, os verdadeiros enchidos italianos: salame, prosciutto, tantos que nem sei bem enumerar todos.

Tábuas de enchidos com alguns pedaços de queijo parmesão, pequenas lascas de foccacia... Delicioso!

20200705_233033-COLLAGE.jpg

 

O salame picante veio acompanhado de um rolle (isto na minha terra é ir sair à noite, mas tudo bom) feitas com carvão vegetal (que fazem muito bem ao nosso corpitxo) e que apesar da cor estranha para comida, estavam fofinhas, saborosas, aquela massa que faz lembrar pizza mas não é bem. Sempre com uma apresentação irrepreensível e a fazer par com os queijos e enchidos italianos. 

Provámos também uma salada com carpaccio de salmão, é uma boa opção para quem não quer exagerar nos carbs (não é de todo o meu caso, mas aquele tempero com vinagre balsâmico do bom, não me podia escapar ao palato). 

 

Já satisfeita com as entradas, e com vontade de experimentar muito mais, passámos para os pratos principais: um ragu acompanhado de gnocchi, a pizza L'Origine e ainda a pizza Bresaola.

20200705_233254-COLLAGE.jpg

 

O ragu estava divinal e sinceramente precipitei-me ao achar que ia ser o menos interessante. Mas carne estufada lentamente ao ponto de se desfazer, combinada com pequenos bolinhos de massa é algo que não tem como falhar. Aqui, conseguem elevar para a perfeição.

A pizza da casa, a L'Origine, é simplesmente deliciosa. Esta vinha com a opção de massa de beterraba que lhe traz uma cor tão engraçada e deliciosa. O equilíbrio entre os ingredientes dispostos por cima e o molho de tomate, estava perfeito. Não consigo elaborar mais do que isto... Quando temos uma massa que é levedada entre 32 a 72 horas, sem fermentos, e por cima disto colocam ingredientes da maior qualidade, escolhidos a dedo por grandes chefs... Como não ter uma pizza perfeita? Era mesmo.

A pizza com a massa mais tradicional, todas as massas têm este conceito de zero fermento e são levedadas com carinho, estava igualmente boa. Mas depois de ter provado a da casa, não houve tanto amor, mas estava igualmente apaixonada.

 

Já refastelada e a sorrir (porque quando a refeição é assim, eu fico mesmo contente!), nós sabemos o que vem a seguir. E sabemos bem que a escolha vai ser fácil no meu caso: estamos num italiano, eu tenho, devo e preciso de um tiramisu. Mas pronto, depois dou aquela facadinha consensual nas sobremesas alheias para não me escapar nada! (Nota: sempre com colheres limpas antes de tocar na boca, como manda a DGS).

 

20200705_233133-COLLAGE.jpg

 

O tiramisu estava bom e bastante bonito, feito na própria casa. O que é bastante louvável! Ainda provei as panacottas que tinham 3 versões de topping e a que tinha frutos vermelhos estava maravilhosa. Mas sem dúvida o que se destacou foram os gelados. Apesar de não serem feitos no restaurante, foi uma grande luta para encontrar uma parceria de gelados artesanais que estivessem à altura do espaço, sem dúvida que o encontraram. O de chocolate era maravilhoso!

Sem absolutamente mais nenhum espaço para nada, terminei a refeição com um cafezinho, à maneira da casa: um granizado de café extremamente bem feito, no ponto certo! Um pouco doce, mas que fica super bem enquadrado após aquele sugar-high das sobremesas.

 

IMG_20200630_224351.jpg

 

Sem dúvida um espaço a visitar mais vezes, porque apesar de ter ficado com a sensação que provei de tudo um pouco, ainda ficaram muitos pratos para desbravar! Burratas, focaccias, massas, pizzas com outras bases e recheios, calzones, carpaccios! Meu Deus, um menu incrivelmente diversificado e depois de ter comprovado a qualidade de todos estes que provei, só tenho vontade de voltar.

Obrigada Chef Chakall pela sua enorme simpatia e dedicação irrepreensível! E a todo o staff, que surpreende pelo rigor com que fazem o seu trabalho, sempre com um sorriso na cara.

 

 

 

L'Origine by Chakall Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

14
Abr20

Trieste - Sushi e Pizza (nem acredito que escrevi isto)

LM

Hoje venho vos contar a história de como descobri o Trieste. E de como às vezes perdemos oportunidades de conhecer algo maravilhoso porque simplesmente julgamos a sua aparência.

Isto podia ser uma história para crianças, daquelas onde o monstro se torna no príncipe encantado mas o que importa realmente é o seu interior. Pois já chega de merdas, é mais ou menos isso.

Não me lembro muito bem porquê, mas estávamos super atrasados para almoçar e queríamos pizza. Naquela segunda-feira, queríamos mesmo ir à nossa pizzaria do costume mas é o dia de folga semanal... Lembro-me de pesquisar no Zomato alguma alternativa, de preferência com Gold para aproveitar aquele dois por um malandro.

Trieste

Já tinha passado mil vezes os olhos neste nome. Mas nunca, nunca quis lá ir. Porquê? Porque comecei logo aqui o julgamento:

"Fica no Cacém e é um bocado fora de mão!"

"Epa, eu gosto mesmo da minha pizzaria favorita."

Mas naquele dia teve de ser. Lá meti o GPS para a morada deles e seguimos. O meu querido esposo reconheceu a zona, incrível como o restaurante fica numa rua de um sentido onde só podem passar moradores, muito perto da loja do cidadão do Cacém. Estacionámos o carro a meia dúzia de metros e descemos em direção ao espaço. Começo a ficar confusa, não vejo nada. Olho para um prédio perto da zona que o GPS indica, parece que temos de subir umas escadas e há de ficar ali, naquelas arcadas. Ok... Vejo uma placa "Trieste Pizzaria e Sushi".

"Pára!" - grito - "Eu não vou comer a um sítio que diz pizza e sushi!!!!"

Eu sei, podem julgar-me, mas eu acho esta combinação uma ofensa às duas cozinhas. Nunca percebi e não me venham com a treta que quem não gosta de sushi come pizza e vice versa. 

Eu já não queria MESMO ir, mas o meu esposo (abençoado seja ele por isto) chamou-me à razão que eram quase 3 da tarde e não íamos conseguir comer uma pizza em mais lado nenhum.

Um pouco contrariada, mas cheia de fome, lá subi as escadas e encarei. 

"Encaraste o quê?" - Perguntam vocês.

Encarei um restaurante sem vida, vazio, mal decorado e sem ponta por onde se pegue. Tipo tasco, mas sem identidade. 

Receberam-nos com grande simpatia, não se importaram com a nossa hora tardia (ou pelo menos foram simpáticos o suficiente para não o mostrar, porque até eu estava envergonhada) escolhemos a mesa e analisámos a carta (que tanto me confunde): uma parte de pizzas, outra de sushi. Epa... Pronto, pedimos duas pizzas.

Continuei a olhar à volta e a reparar nos pormenores em conjunto com o esposo: a TV a passar música, nós ali sozinhos, a cerveja super barata, toda a carta com preços super acessíveis. Não estava com muita expectativa.

Atrás de nós, o pizzaiolo inicia a sua arte: noto logo que está a estender a massa, o forno atrás é próprio para pizzas... Não é que perceba muito do assunto, mas ao menos não eram pizzas congeladas. Quando as pizzas chegam à mesa: uau, eram bem grandes para uma pizza média. Tinha cogumelos frescos, uau, isso é um bom indicador. Tinham um aspeto incrível, estávamos admirados. Começamos a comer.

Amigos, é aqui que começa a chapada de luva branca na minha própria cara. "CUM CARAÇAS" é pouco para descrever a minha reação. Eu estava a comer uma pizza divinal por um preço absurdamente desproporcional para o que estava a experimentar. As pizzas estavam divinais.

IMG_20191223_150555.jpg

IMG_20191223_150534.jpg

DIVINAIS!

Ficamos estupefactos, mal conseguíamos falar um com o outro. Tínhamos sido tão maus ao julgar o espaço. O dono do espaço vem ter conosco e pergunta se estamos a gostar, quase que nos engasgamos em elogios. Ele começa a desenrolar a sua história (agora vai um bocado inception ok?):

Ele, pizzaiolo e dono do espaço, decidiu deixar o seu antigo trabalho e abrir um espaço seu. Porque há anos que fazia pizzas, sabia que eram divinais e decidiu arriscar. Mas as coisas não estavam a correr como ele imaginou e o irmão, sushiman, decidiu juntar-se a ele para o ajudar. Tanto ele como o irmão, passaram por vários restaurantes que não vou referir aqui (mas porra, é um currículo do caraças!) e acreditaram que os dois juntos iam conseguir juntar o melhor de si.

 

Nem passado uma semana estávamos lá batidos a experimentar o sushi do irmão.

Neste momento (em que estou aqui a escrever) estou a abanar a cabeça sem conseguir perceber como vos vou contar isto: eu acho, mesmo a sério, que este foi um dos melhor sushi que comi na minha vida. Vamos ser sinceros, já fui a sítios melhores, mas com esta qualidade e este preço? Isto bate 9,5 em cada 10 sushis em Lisboa que cobram o triplo do preço. 

IMG_20200102_211634.jpg

IMG_20200102_213400.jpg

Apresentação dos pratos: cuidada

Confeção das peças: perfeita

Arroz: bate a maioria dos restaurantes

Algas: crocantes

Peixe: fresco e variado

Querem mais?

Não consigo.

 

Ando para escrever este review há meses e não tenho tido tanto tempo quanto queria... Mas hoje foi o dia, e sabem porquê? Porque descobri que eles estavam disponíveis na Uber Eats e pedi um combinado de 44 peças (que veio muito bem apetrechado!), queria voltar a tirar fotos, a ter a certeza que não era um sonho e escrever este review com toda a vontade. É dos poucos sítios que me consegue pôr a comer em total silêncio, a abanar a cabeça de prazer e a ficar abismada com a qualidade do que tenho à minha frente por um preço injustamente baixo (contra mim falo, que não sou rica nem ando a comer lá de borla!!! Mas eles merecem este reconhecimento!)

20200414_215711-COLLAGE.jpg

 

Se eu pudesse, dava 6 estrelas. O Trieste é sem dúvida alguma uma pérola escondida no Cacém.

 

Se conseguirem não julgar pelo espaço, aconselho vivamente a dar lá um salto para experimentar, seja pizzas ou sushi. (Isto quando a quarentena acabar ok?!)

Se viverem na zona, é o melhor Uber Eats / Glovo que podem pedir. Não se vão arrepender.

 

Trieste Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

07
Jun19

TodoMundo

LM

Estão a ver quando não criam expectativas nenhumas em relação a um sítio novo que vão visitar... E de repente a visita em si parece meio a gozar porque aquilo foi feito "de propósito para vocês"?!?

 

Foi isto que aconteceu.

 

A comida CLARO que é importante, já lá vamos, mas o espaço em si? Nossa Senhora... O espaço era qualquer coisa de brutal: decoração, ambiente, MÚSICA (era a minha playlist diária), staff, o próprio conceito de restaurante/bar/galeria/tudo... A sério, só indo lá é que dá para perceber o meu histerismo. Até com as casas de banho eu fiquei histérica! Ainda não tinha provado um snack e já estava a querer dar uma estrela Michelin ao restaurante...

 

Quando entramos, temos a leve sensação de chegar à Amazónia... Plantas por todo o lado, uma luz intimista, cores tropicais, bossa-nova e samba como banda sonora... Era tudo eu. Mas é Todo Mundo! (Baduntssssss!)

20190606_190057-COLLAGE.jpg

 

Fomos recebidos com a maior simpatia do mundo e foi nos detalhadamente explicado o conceito do espaço: não é só um restaurante mas também um futuro espaço de exposições, concertos, teatro e até onde a imaginação os levar! A comida servida é reflexo disto tudo, uma mistura de culturas que vai do oriente ao ocidente, entusiasmante e única!

 

Quando coloquei estes olhos que a terra há de comer no cardápio tive um pequeno problema: não sabia o que era aquilo. O meu querido esposo também não... Felizmente que tínhamos o RP do espaço, Júnior, a ajudar nos a decifrar o que cada combo significava!

IMG_20190530_204023.jpg

 

Para simplificar, cada combo representa uma região/continente/estilo: África, Axé Bahia (Brasil), América do Sul (parecia mais Mexicano mas... sei lá eu!), Da Mamma (italiano), Luso-Brasileiro, Árabe e Vegano (do país Vegan - aiiiii que isto hoje tá péssimo ao nível das piadas secas).

Após muuuuuuuita indecisão e vontade de provar tudo, decidimos experimentar o Axé Bahia e o África. Enquanto esperávamos pelo prato principal pedimos uns pastéis maravilhosos (queijo, carne e camarão).

IMG_20190530_204057.jpg

Na mesa já tínhamos estes couverts e tenho a dizer que este copinho aqui em cima com uma coisa castanha chama-se caldinho e é de beber e chorar por mais! Nosssssssaaaaaaa! As azeitonas não são a minha praia, mas como eram super diferentes e italianas, decidi experimentar: continuo a não gostar de azeitonas.

IMG_20190530_210219.jpg

 Aviso: aquele molhinho ali no meio que parece um agridoce... É ssssuuuuupppper picante e eu AMEI!

IMG_20190530_212725.jpg

África

IMG_20190530_212742.jpg

Axé Bahia

Vocês não imaginam o quanto isto é demasiada comida para duas pessoas. Pelo menos para nós! Mas sinceramente, se o meu estômago fosse maior, tinhamos pedido mais combos porque a vontade é experimentar tudinho! (Ehhhhh besta!)

 

O bom destes combos é o facto de não ser só um prato principal e pronto... São vários petiscos num só. O maravilhoso é a cada dentada estar a provar algo que nunca antes tinha comido, coisas que não sei cozinhar e que nem sequer sei o nome!

 

Não consigo dizer qual destes dois gostei mais, porque cada um tinha os seus pontos fortes e menos fortes. Mas posso dizer que amei a experiência em si de comer um bocadinho de tanta coisa diferente!

 

IMG_20190530_205731.jpg

O vinho que me acompanhou nesta aventura era muito bom, um rosé da casa. Um dos sócios do espaço tem produção de vinhos e todos eles são biológicos.

 

Apesar de não ter nem um espacinho para absolutamente mais nada... "É obrigatório provar a sobremesa de tapioca" - e eu sou muito bem mandada...

IMG_20190530_222028.jpg

Como tivemos de dividir devido às restrições de espaço estomacal, até foi bom porque obriguei o meu esposo a comer o côco todo (epa, eu sei que é uma falha mas não gosto mesmo) e mandei me ao camadão de doce de leite que estava ali no meio daquele "arroz" de tapioca delicioso. A textura efetivamente faz lembrar o arroz doce, mas o sabor é totalmente diferente (e melhor)!

 

Resumindo então este testamento todo:

A comida meus amigos, não é de estrelas Michelin. São petiscos! São óptimos, são "gostosos" e tenho vontade de voltar para provar tudo.

 

O que ganha para mim a estrela Michelin e que me faz voltar com toda a certeza é o conceito do espaço: é casual, tem gosto, é arte, é concertos, é petiscos, é teatro, é gente boa, é Samba, é Bossa Nova, é todo o Mundo!

 

Obrigada TodoMundo pela experiência fantástica e por este projeto tão bem concebido <3

 

TodoMundo Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

21
Jan19

Calavera - Mexicano na Ericeira

LM

Pode parecer mentira... Mas nunca tinha ido ao mexicano da Ericeira. E digo o mexicano da Ericeira porque este é mesmo o único por lá!

Abriu já há algum tempo, mais uma vez por incrível que pareça, ao lado da casa que me viu crescer, e mesmo assim nunca lá tinha ido.Estou sempre a tentar explicar às pessoas que quando vou à terra, aproveito sempre para estar com a família e muitas vezes isso traduz se em almoços e jantares por casa... Ou se for fora, naqueles clássicos de família e amigos que nunca passam por experimentar "modernices".

Desta vez, aproveito de esguelha um atraso da minha mãe à hora de almoço, arranjo a desculpa mais estapafúrdia para ela não fazer almoço à pressa e arrasto-a sem mais demoras ali para o restaurante ao lado de casa. Dou graças ao Senhor por ter Zomato Gold e ofereço o almoço!

Como já tínhamos marchado um queijo fresco (daqueles que só há na Ericeira) com uma bolinha das Marias (que só há na bela terra), não estávamos prontas a experimentar o menu inteiro... Pedimos uma fajita de pimentos a transbordar de queijo e um burrito de frango, tudo para compartir!

O espaço é pequeno e acolhedor, decorado a rigor com muitas referências ao México e música a condizer.Fomos recebidas com muita simpatia, servidas com rapidez e ficámos super bem com aqueles dois pratos.

A fajita estava divinal, eu adoro queijo com tudo por isso não seria de esperar outra coisa. O burrito, não foi de todo o melhor que comi até hoje mas deu para matar o desejo.Ainda deu para beber um cafézinho na esplanada, fiquei logo a imaginar-me a beber umas margaritas ali no verão. A carta não é muito extensa, mas voltarei com certeza para provar as outras opções.

O Zomato Gold fez com que esta experiência se tornasse ainda mais apetecível para voltar, foi realmente em conta.

LM review: 4/5 Zomato

 

Calavera - Mexican Food & Tequila Bar Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

Mais sobre mim

Zomato Blogger

View my food journey on Zomato!

Zomato

Vê a minha história gastronómica na Zomato!

Sigam no Instagram @lmnottobacco

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.